dezembro 08, 2010

As vezes


As vezes, a gente se sente sóbrio
mesmo não tendo bebido.

As vezes, nos sentimos sozinhos
 mesmo estando cercado de pessoas.

As vezes, queremos que nos ouçam
enquanto os outros esquecem que tem ouvidos.

As vezes, encontramos um amor, 
e sentimos ciúmes, medo e insegurança.

As vezes, perdemos uma pessoa e
não sabemos aonde estará nossas forças para superar isso.

As vezes, acordamos lunáticos e
sentimos vontade de tocar as estrelas.

As vezes, ouvimos o bom e velho rock n’ roll e
nos vemos cantando aquela música enlouquecidamente.

As vezes, nós rimos. As vezes, choramos.
As vezes, nos sentimos perdidos.
As pessoas esquecem,
nos temos uma vida para viver
 temos uma boca para sorrir
temos olhos para expressar nosso interior
temos um coração para ser quebrado várias vezes
e ainda sim poder amar apenas com os pedacinhos.

“Você pensa que nunca vai esquecer, e esquece.
Você pensa que essa dor nunca vai passar, mas passa.
Você pensa que tudo é eterno, mas não é.” – Clarice Lispector

2 comentários:

Anônimo disse...

Gostei. Simples e encantador. Muito bom mesmo.


@cronofobia

liziane disse...

que perfeitooo, gostei muito *-*

Postar um comentário