janeiro 18, 2012

E eu escrevo...


         
           Escrevo para aquietar meu coração, para aliviar a solidão. Escrevo quando estou feliz, quando estou triste, quando me sinto só e quando me sinto completa. Escrevo na tentativa de expressar o que eu estou sentindo, porque é nas palavras que eu encontro a segurança necessária para continuar. Escrevo porque me dá paz de espirito, felicidade e leveza. Escrevo para me consolar, para consolar os outros, para entreter. Escrevo para conseguir colocar os sentimentos em ordem, porque a cabeça e o coração os confunde. Escrevo sobre amar, odiar, suportar, recomeçar, escrevo até sobre minha rotina se puder.
          Você pode escrever cartas, poemas, contos, crônicas, narrativas ou o que for, mas o que importa realmente é o ato de escrever. Escreva para se expressar, e quando perceber, vai estar ajudando os outros. Escreva para renovar, para mudar as perspectivas sobre o mundo. Porque escrever liberta.
          E eu? Eu escrevo para eu mesma, na esperança de conseguir influenciar as pessoas ao meu redor a ver que a vida é maravilhosa, e só está esperando para ser vivida.

2 comentários:

Lucas Richardson disse...

Você conseguiu descrever o que muitas pessoas sentem e não conseguem transcrever. Não é por acaso que meu blog se chama Escrever Liberta. Beijo.

Cristina Kaori disse...

Não conheço os motivos de eu escrever... só sei que é bom e alivia, então continuo. :)

Postar um comentário